Encontro Europeu de Blogueiros Brasileiros (Ou 7 motivos que me fizeram adorar o EEBB em Madri)

Em Novembro eu tive a oportunidade de voltar a uma das cidades que faz meu coração bater mais forte. Meu relacionamento com Madri começou lá em 2010, quando eu morei na Espanha num intercâmbio de seis meses, e, por isso, estar lá traz à tona várias lembranças especiais. Dessa vez, meu retorno não teve nada a ver com férias, mas o motivo foi ainda mais legal: o Encontro Europeu de Blogueiros Brasileiros.

A cara de quem gosta pouco de Madri =X

Desde 2013, um grupo de blogueiros cheio de amor e boas energias organiza esse encontro anual, em alguma cidade europeia, com o intuito de juntar esse monte de brasileiro espalhado pela Europa, que mantém ativo um blog de viagem.

Em 2018, a missão ficou por conta das meninas do Blogueiros de Língua Portuguesa em Madrid, que montaram uma programação intensa pra pro povo se conhecer pessoalmente (ou desvirtualizar as amizades, como ouvi bastante lá) , trocar ideia sobre as experiências com seus próprios blogs e aprender uns com os outros. Mas isso eu conto por partes, dizendo 7 motivos – que não estão em ordem de preferência, vale dizer – pelos quais eu adorei fazer parte desse evento.

1) Tours com a equipe da BLPM

Alguns dos tours oferecidos pela BLPM fizeram parte da programação do EEBB. Não cheguei a tempo de fazer o tour Mistério sobre as Lendas e Fantasmas de Madrid, mas conheci mais um pouco sobre Madri no tour no Museo de História de Madrid, com a Juliana Bezerra.

Digo-vos, de cara, que foi uma ótima maneira de reencontrar a capital mais recente da Europa. O museu, que conta a história de Madri a partir do século 16, está instalado num hospital do século 18 e mantém sua fachada do barroquíssima – que foi ponto de partida para a nossa viagem no tempo. Eu gosto muito de começar a (re)conhecer uma cidade pelo museu de história porque dá uma situada boa na cabecinha, tanto na parte histórica quanto na geográfica. Especialmente nesse museu, que tem uma maquete impressionante de 1830.

No mesmo dia, a Sandra Brocksom levou parte dos blogueiros pra conhecer o antigo palácio do Marquês de Matallana (1776), onde está instalado o Museu del Romanticismo. É quase uma espécie de câmara do tempo: passou pelo portal, querides, e vai diretão pro século 19 com toda aquela pompa da galera classuda, romântica e sofredora.

Também passei uma manhã super agradável (e geladinha) no Parque del Retiro, numa visita guiada pela Juliane D’Amore. Além de contar várias curiosidades sobre o parque e levar o grupo para conhecer uns cantinhos diferentes, a Ju teve a maior paciência do mundo para as blogueiras dos dedos nervosos, querendo registrar todos os efeitos do outono na paisagem. E isso nos leva ao próximo tópico…

2) Fotos da All You Need Is Photo

A Thuanny e o Rodrigo colocaram as lentes pra jogo e fizeram a cobertura fotográfica de todo o encontro. Nem preciso dizer que esse casal, que atende pelo nome de All You Need Is Photo, teve trabalho sendo paparazzo de um monte de blogueirxs! Hahaha! Nossa visita ao Parque do Retiro ainda teve direito a mini-ensaios fotográficos, com fotos beeem blogueirinhas.

3) Momentos de descontração

As boas-vindas oficiais foram dadas num happy hour no Mercado San Idelfonso, que fica bem no centrão de Madri e é inspirado no conceito de Street Market. Com bebidas e boas tapas, o momento foi bom pros reencontros entre a galera que se conhecia dos outros anos e pra acabar com a timidez de quem ainda estava se sentindo meio deslocado.

E viva o imã dos novatos, porque eu estava TÃO tímida que nem me reconhecia. Mas, aos poucos, o gelo foi derretendo e eu conheci muito gente legal!

Já nossa despedida rolou na La Charcutería de La Virgen, que recebeu o grupo com cañas e tapas.

4) O 2060 Hostel & Market

Eu adoro um hostel, mas tinha tempos que eu não ficava num lugar tão legal quanto o 2060 Hostel & Market. Bem localizado, limpíssimo, ambiente agradável, staff querido, churros no desayuno, instalações novas e muito bem cuidadas! E, o pulo do gato: um spa! Depois dessa, eu digo logo que fiquei mal acostumada e só penso em alojamentos com jacuzzi. Sobre isso, eu conto mais aqui!

Como éramos muitos, parte dos blogueiros ficou hospedada no Hostal Persal e outra parte no Far Home Hostel. E ainda teve gente trocando de casa no GuesttoGuest, um programa de home exchange que se baseia em confiança, hospitalidade e abertura entre os seus usuários. (Prometo que faço um post falando um pouco mais dessa ideia, que eu achei super interessante.)

5) O #EEBB de fato

Apesar de se estender ao longo de todo o final de semana, o encontro teve aquele dia oficial, em que os 75 envolvidos se encontraram para palestras e muito networking no Palácio Cibeles. Com todo mundo devidamente credenciado, as meninas do BPLM deram as boas-vindas numa palestra sobre a realização do EEBB e a manhã seguiu com a Gisele Almeida (Viajar pela Europa) e a Juliana França (Eu Ando Pelo Mundo) falando de como monetizar marcas, e com o Raúl, da Hotmart, plantando sementinhas ao mostrar como é possível transformar conteúdo em infoproduto.

A pausa para o coffee break nos fez chorar lágrimas de alegria com bandejas de churros e copos de chocolate quente, da Chocolatería San Ginés. Seguimos o baile com representante do programa de afiliados da Civitatis, que oferece visitas guiadas e excursões em várias cidades do mundo, e com a Fabia, do blog Estrangeira, falando sobre YouTube.

A Gabriela Albertoni, da Enciende Marketing, acalmou os corações ao abordar o Facebook Ads de uma maneira simplificada e o Diego, do The Get Away, colocou todo mundo para pensar em ética e profissionalismo. Por último, a Ana Paula contou como ela virou a Ana de Amsterdam, numa ótima aula de estratégia de conteúdo sobre estratégia de conteúdo.

Ainda teve mais lágrimas de alegria com a degustação de azeites da Oro de Cánava e com um almoço bem español, com gazpacho, tortilla y bocadillo de jamón, chiquitos!

E como um blogueiro com internet, mimos e uns folhetos informativos não quer guerra com ninguém, teve wi-fi liberê por conta do Wifi Away, presentinhos da Ale Hop e da Madrid Destino <3

6) Flamenco na Casa Patas

Chegamos ao fim do dia, mas a Casa Patas ainda nos esperava. Eu, que achava que tratava-se de um show de flamenco, fiquei surpresa quando o grupo foi dividido em dois para fazer um workshop de percussão de flamenco. A empolgação foi tamanha que eu estourei uns vasinhos nos dedos das mãos no cajón.

E, na boa, flamenco é muito lindo!

7) City Tour de busão

Um momento para uma revelação bombástica: eu nunca tinha feito city tour naqueles ônibus de dois andares! Mas as coisas acontecem na hora certa, né? O Madrid City Tour ofereceu um voucher para os participantes do EEBB curtirem os principais pontos de interesse na cidade através das duas rotas disponíveis. Com a chuva que caiu, foi luxo poder dar esse rolê.

Quem participou do EEBB Madrid?

E quem ajudou a fazer tudo acontecer?

Apoio e patrocínio: